Aprender a Discernir

O encontro de espiritualidade do biénio com o Pe Bruno Nobre, que teve como tema “O Discernimento”, fundamentou-se na Liturgia da Palavra da quinta-feira após as cinzas, no nono capítulo da “Christus Vivit” e no quinto capítulo da “Gaudate et Exultate”.

A múltipla referência a este tema revela a sua extrema importância para os cristãos e para as suas comunidades. Todos estamos em discernimento a partir do momento em que nos colocamos questões como: “qual o caminho a seguir?”, ou “como sei o que Deus me está a pedir?”.

A origem do termo “discernir” vem de “separar”. Daí separar as ideias, os factos, os acontecimentos que constituem a nossa existência. É assim que, aprendendo a discernir, aprendemos a tomar boas decisões.

Nestes tempos, cada vez mais exigentes, o caminho para o sacerdócio e o anúncio do evangelho requerem um bom discernimento, seja pessoal ou comunitário. Tal só se consegue através da escuta, leitura, oração e meditação, já que é no silêncio que a voz de Deus se faz ouvir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *