Faz Sentido

É uma comunhão de pessoas que seguem um ideal: Jesus Cristo.

Bem-vindo ao Faz Sentido

Seminário Maior

NOTÍCIAS

Celebração Penitencial de Pentecostes

«Deixa que a graça do teu Batismo frutifique num caminho de santidade. Deixa que tudo esteja aberto a Deus e, para isso, opta por Ele, escolhe Deus sem cessar. Não desanimes, porque tens a força do Espírito Santo para tornar possível a santidade e, no fundo, esta é o fruto do Espírito Santo na tua vida».

Celebração Penitencial de Pentecostes

Celebração Penitencial de Pentecostes

Oração

19 de Junho de 2018

«Deixa que a graça do teu Batismo frutifique num caminho de santidade. Deixa que tudo esteja aberto a Deus e, para isso, opta por Ele, escolhe Deus sem cessar. Não desanimes, porque tens a força do Espírito Santo para tornar possível a santidade e, no fundo, esta é o fruto do Espírito Santo na tua vida».

Foi em profundo ambiente de oração que estas palavras do papa Francisco, presentes na Exortação apostólica Alegrai-vos e Exultai, ecoaram no coração da comunidade do Seminário Conciliar, ao iniciar-se a celebração penitencial de Pentecostes.

Já nos dias imediatamente precedentes a comunidade se preparou interiormente para celebrar o encontro com o eterno amor de Deus por cada um de nós, manifestado no sacramento da reconciliação. Para tal, fizemos memória do nosso Batismo, através do qual fomos incorporados na comunhão com Deus e na comunidade dos seus filhos pela ação do Espírito Santo. Recordamos que o mesmo «Espírito intercede continuamente por nós com gemidos inefáveis» (Rm 8,26), e queimando em nós tudo o que é pecado purifica-nos e configura-nos à imagem de Cristo.

A preparação penitencial significou um tempo favorável de reflexão orante, de busca e de reencontro, o qual se traduziu numa fecunda oportunidade de cada um se sentir animado pela esperança que brota da presença de Jesus vivo e ressuscitado no centro da comunidade cristã; de unificar e orientar a nossa vida em função da vida nova que Jesus nos revela e lhe dá; de reencontrá-Lo no diálogo comunitário, na Palavra partilhada, no pão repartido, no amor que une os irmãos em comunidade de vida.

Ora, estando vivido o tempo de preparação, conscientes da nossa fragilidade humana, mas também de que é na nossa fraqueza que se manifesta a força de Deus fizemos da «Penitência - assumindo as palavras de São Gregório Nazianzo - «o segundo Batismo, o Batismo das lágrimas», sendo este o sentimento que acompanhou os penitentes durante a celebração penitencial.

Foi, portanto, em ambiente de penitência, mas também de ação de graças pela misericórdia Deus, que derrama continuamente o seu Espírito sobre nós, que renovamos em fraternidade a nossa filiação divina, deixando reacender em nós a luz do Batismo.

Diácono Fernando Carneiro, 6º ano