Faz Sentido

É o campo, onde a semente da Fé e da vocação é alimentada para crescer saudavelmente.

Bem-vindo ao Faz Sentido

Seminário Menor

NOTÍCIAS

O Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, atribuiu a Ordem de Mérito da Instrução Pública ao Seminário de Nossa Senhora da Conceição, também conhecido como Seminário Menor de Braga, respondendo, assim, a um pedido efectuado aquando da celebração dos 90 anos deste Seminário, inaugurado no dia 14 de novembro de 1924.

Seminário de Nossa Senhora da Conceição condecorado pelo Presidente da República

Seminário de Nossa Senhora da Conceição condecorado pelo Presidente da República

Condecoração

10 de Outubro de 2018

O Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, atribuiu a Ordem de Mérito da Instrução Pública ao Seminário de Nossa Senhora da Conceição, também conhecido como Seminário Menor de Braga, respondendo, assim, a um pedido efectuado aquando da celebração dos 90 anos deste Seminário, inaugurado no dia 14 de novembro de 1924.

A cerimónia da condecoração decorreu esta terça-feira, dia 9 de outubro, às 18h00, no Palácio de Belém, em Lisboa, contando com a presença de elementos da direção do Seminário de Nossa Senhora da Conceição, encabeçada pelo Reitor, Pe. Mário Martins, e de uma delegação da Associação dos Antigos Alunos dos Seminários de Braga, liderada pelo presidente, José Maria Lima da Cruz.

No decorrer desta condecoração, o Presidente da República afirmou que as instituições que servem a sociedade portuguesa, como aconteceu e acontece no caso do Seminário de Nossa Senhora da Conceição, “são dignas de receber esta insígnia da Ordem de Mérito da Instrução Pública, uma distinção honorífica que honra não apenas a instituição, mas também a sociedade portuguesa. Na verdade, devemos todos sentir-nos honrados e sobretudo agradecidos pela instrução, formação e educação proporcionadas a tantas pessoas, um preciosíssimo contributo ao serviço e construção da sociedade a que todos nos orgulhamos de pertencer, seja pelo empenho do passado seja pelo compromisso futuro que este galardão também significa”.

Tendo estado presente e recebido das mãos do Presidente da República a referida condecoração, contactado a propósito, o Pe. Mário Martins começa por agradecer este gesto de condecoração que surge na sequência do convite feito pela Associação dos Antigos Alunos dos Seminários Arquidiocesanos de Braga, a propósito da comemoração dos 90 anos desta casa, recentemente celebrados. Na realidade, e como enfatiza o responsável da instituição, “o Seminário de Nossa Senhora da Conceição narra, com a gramática dos afetos e das vidas que se cruzaram, a história de um caminho de incomensurável riqueza, feito pelos mais de 9000 seminaristas que passaram pela história mais recente destes 90 anos, dos quais 1500 receberam o ministério ordenado, dos quais, mais tarde, alguns receberam a ordenação episcopal ou foram elevados ao cardinalato. De facto, ao longo destas nove décadas, o Seminário de Nossa Senhora da Conceição instruiu, formou e educou milhares de jovens provenientes desta região norte do país. Mesmo os jovens que não seguiram a vocação sacerdotal tiveram, em muitos casos, oportunidades profissionais diversas, tornando possível um serviço diferenciado e muito útil à nossa sociedade. O motivo principal desta condecoração pretende, por isso, reconhecer, publicamente, o papel único e o valioso mérito que este Seminário desempenhou na formação deste grande número de jovens, assim como o seu precioso contributo ao serviço da construção da sociedade portuguesa ao longo destes, agora, mais de noventa anos da sua existência”.

Neste contexto, revela-se oportuno elucidar sobre a real origem que abre caminho à extraordinária história dos Seminários Arquidiocesanos de Braga. Ao condecorar uma instituição por ocasião dos seus 90 anos, convém ter presente a maior longevidade que carateriza a história dos nossos Seminários e desta casa ou instituição do Seminário Menor. Na verdade, Braga possui um Seminário Conciliar porque, como provam os dados históricos, é o primeiro do mundo, construído como consequência dos decretos tridentinos, ou seja, emanados do Concílio de Trento, que instituiu os Seminários Maiores e Menores para a formação dos futuros sacerdotes nas diferentes dioceses. Sabemos que esta iniciativa teve como grande mentor o então arcebispo de Braga, D. Frei Bartolomeu dos Mártires, em inícios da segunda metade do séc. XVI, a caminho de completar cinco séculos.

Nesta ótica, o momento que estamos a viver recorda-nos que o Seminário, mais do que um edifício, é sobretudo uma comunidade aberta ao mundo, em permanente intercâmbio com a sociedade onde se insere. O Seminário constitui-se como uma comunidade humana, eclesial, diocesana, educativa, em processo, onde o discernimento, por princípio, em ordem à formação de futuros sacerdotes, além de comportar as dimensões intelectual e académica, abarca ainda outras dimensões fundamentais: a humana, a espiritual, a comunitária e a pastoral.


Equipa Formadora